domingo, 15 de maio de 2011

Quero-te muito, pelo que sei e ainda pelo que não sei. Quero-te muito, por aquele beijo que ainda não te dei. Quero-te muito, pelo amor que nunca fiz. Quero-te muito embora ainda não o tenha provado. Quero-te muito, a ti todo. Aos teus erros, aos teus sucessos, aos teus enganos, ás tuas dores, ás tuas incertezas, aos teus pensamentos que tiveste e aqueles que espero que tenhas esquecido, aos pensamentos que ainda não sabes. Quero-te muito. Quero-te tanto, que nada me basta. Quero-te tanto  e nem sei porquê… Ufa quero-te muito.
[ Frederico Moccia ]

2 comentários:

Verinha disse...

amei este enterro :)
nao fui ao cortejo nem na sexta :s

Catarina disse...

gostei (: é do livro quero-te muito ?